Não há nenhuma história concreta sobre a descoberta do café, apenas lendas que relatam sua possível origem.
A mais divulgada é a do pastor Kadil, que notou que algumas de suas cabras haviam se desgarrado do rebanho. Resolveu segui-las e descobriu que estavam à beira de um arbusto com frutos avermelhados.
O pastor percebeu que ao comerem o fruto, as cabras ficavam bastante agitadas. Assustado com o que viu, colheu alguns destes frutos e levou aos MONGES na VILA, para que estudassem e entendessem aquilo. Os monges queimaram, esmagaram e fizeram uma infusão do fruto, o que resultou num cheiro muito agradável. Tomando o preparo, notaram que a ingestão era bastante útil para realizarem as longas orações e leituras de obras.
Após esta descoberta, os monges se tornaram os pioneiros no processo de fabricação e consumo do café.

Diante desta lenda, se deu a origem ao nome do Café Vilamonge.